Projetos a decorrer

Projeto INFORBIOMARES - Sistemas de informação e monitorização da biodiversidade marinha das Áreas Classificadas da Arrábida: POSEUR-03-2215-FC-000047

O projeto INFORBIOMARES tem por objetivo organizar um sistema de informação e monitorização que permita responder às necessidades de avaliação da conservação e medidas de gestão e ordenamento da biodiversidade na área marinha protegida do Parque Natural da Arrábida (Parque Marinho Prof. Luiz Saldanha).








INFORBIOMARES | POSEUR-03-2215-FC-000047



OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO PROJETO
a) Criar um sistema de informação sobre a biodiversidade do Parque Marinho que seja interoperável com outros sistemas já desenvolvidos ou em preparação e possa dar apoio à sua gestão e divulgação através da identificação de lacunas de conhecimento;

b) Obtenção de conhecimento científico que dê resposta às lacunas identificadas e apoie a utilização sustentável dos recursos enquadrado no que são os objetivos das áreas protegidas e da Rede Natura 2000;

c) Estabelecer indicadores e modelosde monitorização que possam ser utilizados para acompanhar o estado de conservação das espécies e habitats designados na Diretiva Habitats e dar resposta às necessidades de avaliação periódicas das áreas marinhas classificadas da Arrábida, e que se poderão traduzir em ferramentas de apoio à decisão acerca dos seus limites e permitir medidas de gestão adaptativas e adequadas;   

d) Desenvolver uma estratégia de comunicação (de forma a dar cumprimento às obrigações fixadas no número 3 do artigo 115º do Regulamento (UE) n.º 1303/2013, de 17 de dezembro) enquadrada nos objetivos e missão do Parque Natural da Arrábida e Rede Nacional de Áreas Protegidas e políticas comunitárias no âmbito da cultura científica e acesso aberto à informação; esta estratégia inclui a interação online através de uma plataforma web que permitirá também a recolha de dados registados por utilizadores da área protegida (ciência cidadã).


DESCRIÇÃO
O projeto INFORBIOMARES tem como objetivo desenvolver um sistema de informação e monitorização que permita responder às necessidades de avaliação periódica dos objetivos de gestão e ordenamento das áreas marinhas classificadas da Arrábida, nomeadamente do sítio de importância comunitária (Rede Natura 2000) nela integrado. A presente operação integra ações que visam a recolha de informação, desenvolvimento de ferramentas de gestão, pesquisa e processamento de dados para suporte à decisão na área da biodiversidade marinha, focadas no alargamento da Rede Natura 2000 no meio marinho. Neste contexto, propõe-se organizar um sistema de informação e monitorização que permita compilar, organizar, analisar, e atualizar continuamente a informação relevante para responder às necessidades de avaliação da conservação e medidas de gestão e ordenamento da biodiversidade das áreas classificadas da Arrábida, bem como constituir uma ferramenta de apoio ao conhecimento e acompanhamento da distribuição e estado de conservação da biodiversidade e habitats definidos pela Diretiva Habitats, que permita dar resposta às necessidades de avaliação periódicas. Pretende-se que este sistema de informação seja robusto para assegurar a coerência na informação de base, e seja interoperável com o sistema nacional de informação marinha (SNIMAR) e restantes sistemas que virão a ser criados nas outras áreas marinhas protegidas nacionais, facilitando a tomada de decisões estratégicas coerentes a nível nacional. Pretende-se ainda que este sistema de informação possa ser uma plataforma de divulgação, comunicação e interação entre utilizadores, gestores e stakeholders da área classificada, cumprindo os objetivos do plano de comunicação e acesso livre aos dados científicos.

O Sítio de Importância Comunitária (SIC) Arrábida-Espichel (PTCON0010), designado ao abrigo da Diretiva Habitats pela Resolução do Conselho de Ministros nº 142/1997, contém 5514 ha de área marinha, que correspondem a 29% da sua área total e coincidem atualmente com os limites do Parque Marinho Prof. Luiz Saldanha. O Parque Marinho Prof. Luiz Saldanha é a área marinha protegida do Parque Natural da Arrábida, criada em 1998 através do Decreto Regulamentar Nº 23/98 de 14 de Outubro. É considerado um hotspot de biodiversidade, tendo já aqui sido registada a presença de mais de 1500 espécies da fauna e flora marinhas. O Parque Marinho contém os habitats classificados na Diretiva Habitats 1110 “Bancos de Areia permanentemente cobertos por água do mar pouco profunda”, 1170 “Recifes” e 8330 “Grutas marinhas submersas ou semi-submersas”. Parte da sua área sobrepõe-se ainda à Zona de Proteção Especial (ZPE) Cabo Espichel (PTZPE0050), designada ao abrigo da Diretiva Aves em Agosto de 1999, que inclui 40% de área marinha.

O projeto irá desenvolver-se nas seguintes ações:
Ação 1. Conservação e gestão da Biodiversidade
Ação 2. Apoio à gestão
Ação 3. Monitorização do SIC Arrábida-Espichel da Rede Natura 2000
Ação 4. Divulgação e comunicação do Parque Marinho


ORÇAMENTO APROVADO
- Custo Total do Investimento € 1.025.818,53
- Contribuição Fundo de Coesão € 870.951,25




Benficiário coordenador




Parceiro Institucional




Financiamento