Projetos Realizados

Turismo em Áreas Rurais: Identificação, promoção e disseminação de boas práticas (Maio 2012 – Junho 2013)

As áreas rurais emergem cada vez mais como destinos promissores, à luz das novas preferências turísticas que privilegiam as tradições, as paisagens e o lazer. É ainda no mundo rural que se situam as Áreas da Rede Natura 2000, espaços que foram escapando à força esmagadora da urbanização e que mantêm importantes valores naturais.


O segmento do turismo de observação de aves, em particular, pode constituir uma oportunidade para estes territórios, atendendo ao significativo potencial ornitológico de Portugal e ao mercado de consumidores com grande poder de compra que a ele está associado. Acresce ainda que a oferta necessita de responder de forma adequada, indo de encontro a consumidores exigentes e com preocupações ambientais e garantindo a sustentabilidade da atividade.

O interesse que as áreas rurais despertam em termos turísticos, pode assim constituir um potencial importante para o desenvolvimento de muitas áreas desfavorecidas do interior do País. Deste modo, a atividade turística assume-se como um dos vetores importantes das estratégias de desenvolvimento para as áreas rurais, sendo premente intervir para garantir a sua sustentabilidade, envolvendo todos os agentes de desenvolvimento num processo participativo.

Objetivo
Com este projeto pretendeu-se divulgar e sistematizar um conjunto de boas práticas ao nível da atividade do turismo em áreas rurais, de modo a alargar a disseminação de conhecimentos e contribuir para a sustentabilidade da atividade.

Objetivos específicos deste projeto foram:
- contribuir para a disseminação do conhecimento e boas práticas em turismo de espaço rural;
- incentivar uma prática turística mais responsável e ética;
- promover a capacitação dos agentes de turismo para o segmento de birdwatching.

Atividades
Este Projeto propôs a concretização de 4 atividades principais:

1) Seminário “Turismo Sustentável no Espaço Rural: Experiências de sucesso em Portugal e na Europa” (Mais informações clicar aqui)
A LPN organizou nos dias 6 e 7 de Março, em colaboração com a Câmara Municipal de Castro Verde, o Seminário intitulado “Turismo Sustentável no Espaço Rural: Experiências de sucesso em Portugal e na Europa“. Este evento pretendeu divulgar e sistematizar um conjunto de boas práticas ao nível da atividade do turismo em áreas rurais, de modo a alargar a disseminação de conhecimentos e contribuir para a sustentabilidade da atividade. Entre os participantes estiveram representantes de Instituições Públicas, empresários (animação e unidades de turismo), investigadores, técnicos, estudantes e outros interessados na temática.

O Seminário foi composto por três Painéis temáticos: I) “Desafios dos territórios rurais no século XXI: a importância do turismo”; II) “Turismo em áreas naturais”; III) “Caminhos para a sustentabilidade…”. Na tarde do primeiro dia foi ainda realizada uma visita no concelho de Castro Verde, para dar a conhecer o Museu da Ruralidade e uma unidade de turismo rural recentemente inaugurada (Casa dos Castelejos).

O primeiro painel do Seminário consistiu numa contextualização das principais dinâmicas que se estabeleceram nos territórios rurais, em particular no Baixo Alentejo, quais são as perspetivas de futuro e qual o papel que o turismo pode desempenhar no desenvolvimento destes territórios. O segundo painel pretendeu focar as oportunidades e os constrangimentos das áreas com valores naturais importantes, na perspetiva das empresas turísticas e do desenvolvimento sustentável dos territórios. O terceiro painel procurou abordar os caminhos que já estão a ser seguidos, ou podem ser implementados, para contribuir para a sustentabilidade da atividade, numa perspetiva empresarial e de gestão dos territórios.


2) Seminário “Potencialidades do Turismo Ornitológico para o Desenvolvimento Sustentável de Áreas Rurais de Portugal” (Mais informações clicar aqui)
A LPN organizou nos dias 11 e 12 de Abril, em colaboração com a Câmara Municipal de Castro Verde, o Seminário intitulado “Potencialidades do Turismo Ornitológico para o Desenvolvimento Sustentável de Áreas Rurais de Portugal". Este evento visou discutir as potencialidades do turismo ornitológico para o desenvolvimento de territórios desfavorecidos, em particular de áreas classificadas como Rede Natura 2000. Entre os participantes estiveram representantes de Instituições Públicas, empresários (animação e unidades de turismo), investigadores, técnicos, estudantes e outros interessados na temática.

Neste sentido, o Seminário constituiu uma oportunidade para divulgar o que de melhor está a ser feito no País (Continente e Ilhas), para criar as condições necessárias ao desenvolvimento do turismo ornitológico em algumas regiões de Portugal. Em simultâneo foi também essencial o alerta para a necessidade de garantir a sustentabilidade desta atividade turística, em particular quando estão em causa importantes valores naturais!

Na manhã do primeiro dia, representantes de Instituições Públicas de âmbito nacional e regional, apresentaram o trabalho que tem vindo a ser realizado e irá ser desenvolvido no curto, médio e longo prazo, no âmbito da promoção turística (dentro e fora de portas) e da conservação dos habitats e da avifauna associada, responsáveis pela atratividade turística de territórios com importantes valores ornitológicos.

Durante a tarde foram apresentados alguns dos atuais casos de maior interesse, desenvolvidos por ONGs e Instituições públicas e privadas, no que se refere à conservação de espécies emblemáticas da avifauna e ao aproveitamento do seu potencial turístico, no sentido do desenvolvimento das regiões do País onde se situam. Deste modo, foi possível dar a conhecer o trabalho que foi realizado até ao momento, alguns dos resultados já alcançados e as perspetivas de futuro.

No segundo dia foi realizada uma saída de campo com os participantes do Seminário, de modo a observar in locco o potencial ornitológico da região de Castro Verde e sensibilizar para a necessidade da preservação da avifauna. Desta forma, foi possível consciencializar alguns dos presentes, oriundos de outras regiões do País, sobre o potencial ornitológico dos seus locais de proveniência. E, em relação aos participantes da região do Alentejo, foi importante dar a conhecer a avifauna da região, de modo a poder ser potenciada em termos turísticos, da forma mais adequada a responder à oferta exigente e sem colocar em risco o trabalho de conservação das espécies.


3) Manual com o código de conduta do visitante do Baixo Alentejo. Pretendeu-se compilar um manual, com um conjunto de regras de segurança e formas de minimização de impactes, a que o visitante deverá atender quando se encontrar na região e como pode contribuir activamente para a conservação das espécies e habitats.


4) Acção de capacitação dos agentes turísticos da região do Baixo Alentejo intitulada “Orientações para um Turismo Sustentável e Qualificação do Serviço em Áreas Rurais classificadas como Rede Natura 2000” (Mais informações clicar aqui).


Resultados

CÓDIGO DE CONDUTA PARA O VISITANTE
Manual de Boas Práticas em Áreas Estepárias

Livro de comunicações dos Seminários organizados no âmbito do Projeto “Turismo em Áreas Rurais: Identificação, promoção e disseminação de boas práticas” Papers of the Seminars organized within the Project “Tourism in Rural Areas:  identifying, promoting and disseminating good practice”

 



Financiadores