Projetos Realizados

Projeto Orgânica Verde

O Projeto Orgânica Verde tem como principal objectivo sensibilizar a população do Concelho de Castro Verde para a redução dos resíduos orgânicos a colocar em aterro, através da promoção da recolha seletiva destes resíduos e da compostagem. 


Página do projeto


O Projecto “Orgânica Verde – compostagem e valorização de resíduos orgânicos em Castro Verde” é um Projecto da LPN – Liga para a Protecção da Natureza em parceria com a Câmara Municipal de Castro Verde co-financiado pelo Fundo Eea Grants que foi implementado entre Janeiro de 2009 a Dezembro de 2010. Surgiu com o principal objectivo sensibilizar a população do Concelho de Castro Verde para a redução dos resíduos biodegradáveis em aterro, através da promoção da separação dos resíduos orgânicos para compostagem, facilitando futuros processos que sejam implementados para a valorização destes resíduos à escala inter-municipal. No contexto regional do Baixo Alentejo este é um projecto inovador que deu um contributo importante na disponibilização de informação e formação do público nas boas práticas ambientais de gestão de resíduos, promovendo a participação activa dos cidadãos. No âmbito deste projecto foram elaborados materiais de sensibilização e comunicação que apoiaram as iniciativas de formação e informação programadas. O projecto contemplou 4 grandes componentes:
1 – Implementar uma Unidade de Compostagem Municipal, para compostagem de resíduos verdes (resíduos de jardim) na Vila de Castro Verde;
 2 – Promover a compostagem nas escolas e centros de dia do Concelho, através da sensibilização dos mais novos e dos mais idosos para a importância da valorização dos resíduos orgânicos, através de programas de educação ambiental e da colocação de compostores nestes espaços que tem uma grande produção de resíduos orgânicos devido à existência de cantinas;
3 – Promover a compostagem doméstica nas moradias da Vila de Castro Verde, através da distribuição de compostores domésticos e colocação de compostores comunitários;
4 – Promover a sensibilização da população do Concelho de Castro Verde para a importância da compostagem e da valorização dos resíduos orgânicos e a relevância da participação activa dos cidadãos na melhoria da qualidade ambiental.
 
 
A componente de compostagem doméstica tinha como meta a distribuição de 100 compostores domésticos, que vinham acompanhados de um pequeno kit auxiliar constituído por mini-balde de bancada para separação dos resíduos aquando da preparação dos alimentos, manual de boas práticas de compostagem, marcador de livro com informações básicas sobre compostagem, íman de frigorífico promocional do projecto. Para receber tudo isto os interessados tinham que frequentar uma acção de formação sobre compostagem que também sensibilizava para a problemática dos resíduos no geral. Após o final do projecto e verificado que o material estava a ser distribuído correctamente todo o material era dado definitivamente aos aderentes do projecto.


 
Além dos compostores domésticos distribuídos por 100 munícipes de Castro Verde, foram também colocados 5 compostores comunitários em espaços públicos na vila de Castro Verde, de forma a possibilitar que os munícipes que não têm compostores domésticos possam igualmente separar os seus resíduos orgânicos.
As acções de formação tinham uma duração aproximada de 3 horas e eram abertas a toda a população, sendo que foram frequentadas por várias pessoas que não por motivos variados não queriam receber o compostor, mas estavam interessados em saber mais sobre o processo de compostagem, tendo sido assim mais alargada a disseminação de informação.
Os participantes que recebiam o compostor e o kit eram acompanhados de forma mais contínua, sendo visitados por um membro da equipa da LPN para verificar o decorrer do processo de compostagem e corrigir algumas situações de má colocação do compostor ou incorrecto manuseamento e dar alguns conselhos técnicos sobre a manutenção do mesmo, tal como o revolvimento, controlo da humidade e colocação ou não de determinados resíduos orgânicos, identificadas como situações onde houve maior necessidade de aconselhamento.
 
Nas escolas, foram desenvolvidas actividades pedagógicas sobre esta temática com mais de 500 alunos de todos os graus de ensino. Do jardim de infância ao secundário, passando pela Universidade sénior e os cursos de formação para adultos todos tiveram oportunidade de conhecer melhor o que é e como se faz compostagem. Os alunos tiveram ainda oportunidade de visitar a Unidade Municipal de Compostagem para ver como a compostagem é feita a nível semi-industrial.
 
A Unidade Municipal de Compostagem de Castro Verde foi pioneira nas condições das instalações e no seu modo de funcionar sendo por isso um exemplo para outros Municípios que a têm vindo visitar. Uma infraestrutura simples mas eficaz para recolher os resíduos orgânicos resultantes dos jardins públicos e privados de Castro Verde que são transformados em composto e usados nas hortas e jardins do concelho.