Notícias

No estuário do Tejo ao sabor do barco Varino da Liberdade

A LPN com o apoio da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, organizou um passeio de barco - Varino da Liberdade - pelo estuário do Tejo que contou com cerca de meia centena de participantes.




Ao sabor da corrente navegámos entre mouchões rio a baixo, rio a cima contemplando a paisagem natural e a biodiversidade.

O estuário do Tejo é a zona húmida mais importante e extensa de Portugal e uma das dez mais importantes da Europa, principalmente devido às aves aquáticas migradoras. Na época de migração alberga milhares de aves que aqui encontram as condições ideais para repousarem e se alimentarem.

Esta atividade permitiu aos participantes conhecerem um pouco mais o mundo da avifauna tendo sido possível a observação de dezenas  de espécies como o Flamingo (Phoenicopterus roseus),  Pernilongo (Himantopus himantopus), Maçarico-das-rochas (Actitis hypoleucos), Alfaiate (Recurvirostra avosetta), Corvo-marinho-de-faces-brancas (Phalacrocorax carbo), Ibís-preto (Plegadis falcinellus), Colhereiro (Platalea leucorodia), algumas gaivotas como o Guincho (Larus ridibundus) e a  Gaivota-de-cabeça-preta (Larus melanocephalus), Garça-real (Ardea cinerea), Garça-branca-pequena (Egretta garzetta). Das aves de rapinas, observou-se Peneireiro-cinzento (Elanus caeruleus), Tartaranhão-ruivo-dos-pauis (Circus aeruginosus) e Águia-pesqueira (Pandion haliaetus).

A geologia do estuário do Tejo foi um dos temas principais nesta atividade na qual se apresentou a tectónica e as dinâmicas sedimentares estuarinas do rio Tejo sensibilizando para a importância da sua valorização e proteção. Foram também abordados os principais acontecimentos da história geológica do Estuário do Tejo.

Tendo como cenário de fundo o rio Tejo, promoveu-se várias sessões de poesia de autores portugueses com ligação ao estuário, como o Alves Redol e o Soeiro Pereira Gomes. Foram também declamados poemas de Fernando Pessoa e Eugénio de Andrade.

Esta atividade permitiu assim promover o turismo ambiental de forma a colaborar na conservação, proteção e valorização do espaço natural do estuário do Tejo e viajar pelas palavras poéticas dos autores declamados.

O nosso agradecimento aos guias Bruno Martins por nos ter guiado na observação das aves, ao Jorge Fernandes pela ligação à geologia e à Maria de Lurdes Fernandes por nos ter proporcionado momentos tão agradáveis trazendo a poesia até nós.

Um especial agradecimento ao mestre da embarcação o Sr. Luís Godinho por nos ter proporcionado uma tão agradável viagem pelas águas do rio Tejo.